segunda-feira, 16 de agosto de 2010

ALICIA 30 SEMANAS

1 comentários
Agora sim ela tem carinha de bebê já

Fiz esta ultra quando estava com 30 semanas (7 meses)

Vejam se não vai ser a cara do papi dela rsrs

CHÁ DE BEBÊ

0 comentários
Eu sei que ando muito sumida ultimamente rsrs
Mas gravidez da preguiça rsrs
Além de que estou correndo com os meus trabalhos p/ sair de licença o mais rápido possível mas mesmo assim não estou conseguindo rsrsrs

Obrigado a TODOS que compareceram ao chá da Alicia, foi bem legal, espero que tenham gostado também, segue umas fotos p/ vcs recordarem....

Bjoksss










domingo, 9 de maio de 2010

Dia das Mães

0 comentários


SER MÃE


A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga.

O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas.

Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: E se tivesse sido meu filho?

E ante fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observá-lo sentado no chão, brincando com o filho.

É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de mamãe a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê.

Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um Espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

* * *

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. Dia das mães, de autoria de Sharon Nicola Cramer e no cap. Isso vai mudar totalmente a sua vida, de autoria de Dale Hanson, ambos extraídos da obra Histórias para aquecer o coração, v. 2, de Jack Canfield e Mark Victor Hansen, ed. Sextante.
Em 24.06.2008.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

2 comentários
Eu sou menina!!!
Vou me chamar ALICIA


O que todos nós já imaginávamos se concluiu, o baby realmente é uma menininha...

Eu já não me aguentava mais de ansiedade para saber o sexo do baby, e poder comprar tudo rosinha sem medo rsrs

Eu estava morrendo de medo que ela não colaborasse na ultra-som, então a titia Carol falou p/ eu comer bastante chocolate (a glicose da uma agitada no baby e ela abre as pernas rsrs). Comi muuuuuito chocolate, fiquei até enjoada.

Resolveu tanto que ela ficou tão agitada que mal o médico conseguia medir ela direitinho rsrs e ainda mostrava as pernas abertas até quando a gente já não queria mais ver rsrs

O médico deu 110% de certeza de ser uma menininha, bom, se ele tem 110% de certeza eu tinha uns 200% de certeza hahahaha

Ai vai um vídeozinho que eu fiz resumido rsrs



video

Aguardem as cenas dos próximos capítulos.... rsrs

quinta-feira, 11 de março de 2010

Estar grávida é...

1 comentários
Oieee estou de volta, demorei, mas voltei.
Ontem tive mais uma consulta e está tudo bem, entrei no 4º mês e daqui a pouco já estou na metade, nossa passou muito rápido.
O bebê está ótimo só eu que estou com a pressão um pouquinho elevada e preciso de mais cuidados agora, estou fazendo tratamento mas tudo vai ficar bem :)

Daqui a duas semanas iremos fazer uma ultra-som e TALVEZ já descobriremos se será a Alicia ou o Gustavo (ou Rodrigo, estamos decidindo rsrs). Se for menino eu faço uma votação com os amigos p/ ajudar a escolher rsrs

Mas vim aqui pq vi um texto por ai na internet e achei super bonitinho, entre parênteses está a minha observação sobre as frases rsrs, ai vai:

Estar grávida é:
... ler 50 vezes o resultado positivo do exame para ter certeza que está correto.
(e morrer de medo da reação de todo mundo da família)

... ficar chocada ao saber que uma gestação dura 40 semanas e não 9 meses como todo mundo diz por aí.
(pois é, na verdade ficamos grávidas por 10 meses, isso mesmo)

...se pegar imaginando, por horas a fio, como serão os olhos, os cabelos e a pele do filho que vai chegar.
(bom os olhos eu já sei que serão puxadinhos e o cabelo eu espero que seja liso rsrsrs)

... torcer,e muuuiiittoo, para que ele nasça perfeitinho.
(isso é, a ansiedade sobre esse aspecto tira o sono de qualquer grávida)

... nunca mais dizer "ai, se fosse meu filho!” quando encontrar uma criança tendo acessos de birra no corredor.
(hahaha o Marcel passou por isso já)

... sair na rua e só enxergar mulheres grávidas.
(é verdade, parece que elas me perseguem rsrs)

... ter sono, muito sono.
(ah não sei se essa é a melhor ou pior parte, mas as vezes é constrangedor bocejar quando alguém está conversando com vc)

... esperar ansiosamente pelo dia do ultra-som, assim que sair de lá esperar ansiosamente pela próxima.
(nossa, em dia de ultra-som eu não durmo rsrs)

... aprender a enxergar o filho nas manchas de uma ultrassonografia.
(geeeeente eu já vi até a bundinha do bebê mas ninguém consegue ver como eu)

... ler muito sobre gravidez, pular o capítulo do parto e ir direto para os cuidados com o bebê.
(já perdi as contas de quantos livros e revistas eu já comprei e ganhei rsrs)

... ir ao shopping e desejar apenas coisinhas para o filho.
(ah e não comprar nada pq ainda não sei o sexo :(

... torcer para ficar barriguda.
(olha, isso eu já tava antes de ficar grávida hahahahaha)

... acordar várias vezes de madrugada para fazer xixi.
(parece que eu engoli uma piscina)

... reparar que seu marido fica muito mais interessante como pai do seu filho e perceber que foi o único homem capaz de te presentear com tamanha alegria.
(concordo plenamente, ainda mais que ele está completamente bobo, e me surpreendeu)

... rir sozinha ao sentir o bebê mexer, mesmo que ele te acorde várias vezes durante a noite, porque você não está numa posição confortável para ele.
(por isso eu ainda não estou passando)

... acreditar num mundo melhor!
(é, essa é a parte difícil)

... é conhecer o verdadeiro significado da palavra FELICIDADE!!!
(essa é a melhor parte :)


Achei muito fofis

Agora voltarei com mais novidades da próxima ultra-som....

bjokas a todos
byebye

sábado, 20 de fevereiro de 2010

A primeira roupinha do Baby tinha que ser essa...

0 comentários

Tirinha

1 comentários
Tirinha engraçada da Mafalda sobre Pais e Filhos :)


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Sim, vou ser papai !

2 comentários
Um breve texto que fiz ao saber da paternidade...

Serei PAI!!!
Sim, minha mulher está grávida. Fato que causou uma enorme revolução em minha vida...

Confesso a vocês que sempre fui uma pessoa contra filhos. Sempre tive aquela idéia de Brás Cubas de “não passar a ninguém o legado de minha (nossa) pobreza”, da falta de confiança quanto ao andamento do Mundo, das condições atuais para a criação de um filho. Ao mesmo tempo, amigos me convenceram de aspectos positivos (e mesmo racionais) dos filhos: como educá-lo e formar um bom cidadão é parte integrante para a formação de um mundo melhor, transferência de sua carga genética para as próxima gerações.

Mas depois do turbilhão de emoções pós notícia, consigo agora parar e refletir melhor sobre tudo isso. Tudo o que pensei “racionalmente” sobre a paternidade é válido, mas sua validade é frágil e consegue absorver apenas a superfície de tudo que o tema abrange. Quero dizer, deve-se pensar nesses aspectos, mas essas são as menores das razões.

Consigo entender com mais clareza que os filhos são no fundo, o fruto e solidificação do amor. Sentimento este que já tentei por inúmeras vezes descrever e arranhar seus conceitos no meu outro blog, com muito pouco sucesso, evidentemente. O amor é o sentido da vida, é essa troca de amor que ocorre entre os amantes que será repassada a um novo ser. O nascimento de um ser humano é a reprodução desse amor, amor entre o homem e a mulher, e entre pais e filho, uma micro relação representativa do que deveria ser a constituição do mundo todo. Repassar esse sentimento acho que é o que de melhor podemos doar ao mundo.

Já amo meu filho ou filha como nunca amei nada nessa vida, e certamente amo a todos que já amava com muito mais intensidade do que antes...




Sim, vou ser mamãe! rsrs

0 comentários
Olá pessoas,
Demorei p/ colocar em prática um blog pois os enjôos não estavam me deixando muito animada, mas agora estou bem disposta e muito feliz.

Vou confessar que foi muito duro não fazer um blog todo cor de rosa por causa da minha certeza de 99,9999% de que é uma
menininha, mas o papi não deixou eu fazer isso, vai que é menino né rsrs...

Mas é isso ai, estou com 10 semanas, o que quer dizer que estou de 2 meses e meio, está mais ou menos assim como na imagem.


Pena que na Ultra-som não dá p/ ver nada muito bem ainda, farei mais uma ultra daqui a 1 mês e ai sim teremos mais detalhes do baby, mas por enquanto é isso que dá p/ ver...

ASSISTA O VÍDEO AQUI

A barriga começa aos poucos a dar uma esticada, olha só como já está...

Por enquanto é isso, logo logo atualizo mais informações

Bjokas

Sim, vou ser tia!

0 comentários



Olá pessoal, aqui quem fala é a SUSHI.C (Tia Carol, para os íntimos hehe), estou extremamente honrada de fazer parte da Equipe Baby DuKawa porque poderei expressar o amor que sinto pelo baby que está por vir. Aiiii...é uma sensação engraçada, já que serei tia pela primeira vez e não tem jeito, todo lugar que olhamos...PÁ!!Sempre tem alguma coisa fofinha que nos chama atenção e a imaginação corre solta, enfim, tia de primeira viagem é assim mesmo!!Essas são as fotos do primeiro body que customizei, de muitos que virão. Ráááá!!!Segue o mesmo conceito da minha marca que alia a moda e a culinária Japonesa, a SUSHI.C - link para conhecerem www.sushic.elo7.com.br

Esse foi o meu post inaugural, ansiosa e mega feliz!!!

Bjoks
 

Alicia Dukawa Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez